sexta-feira, 9 de março de 2012

Propriedades da Matéria e Substâncias

As propriedades são características da matéria que selecionamos para estudar. Tais características são medidas em laboratório com auxílio de aparelhos e equipamentos de uso incompreensível ou são simplesmente observadas e anotadas.

No dia a dia podemos notar algumas dessas características, vejamos assim:

a) algumas têm brilho, como os metais:


b) outras são opacas, como a madeira:


c) outras são transparentes, algumas inflamáveis ou não.


O mais importante é que o relato de propriedades para um dado sistema nos permite reconhecê-lo facilmente em estudos futuros. Pois elas não mudam sem alterarmos drasticamente o nosso sistema a ser estudado. Isso significa que a água com uma pitada de sal apresenta um sabor próprio distinguindo-o da água com um punhado de açúcar. E a união de ambos forma o soro caseiro, um terceiro sistema distinto dos anteriores.

À medida que o conteúdo avançar muitas propriedades serão apresentadas. No momento três são as dignas de nota.

1) Temperatura de Fusão (TF): temperatura na qual o estado sólido se transforma em líquido.

2) Temperatura de Ebulição (TE): temperatura na qual o estado líquido se transforma em sólido.

3) Massa Específica e/ou Densidade: razão entre massa e volume de um corpo ou objeto, há uma diferença entre elas e muitas vezes são tratadas como iguais em livros e apostilas, por isso as apresento juntas, no momento oportuno a distinção será fornecida.

Este conjunto limitado de propriedades nos permite distinguir uma porção de matéria específica conhecida pelo nome de Substância. Cada substância apresenta seu própria conjunto de propriedades com valores diferentes das propriedades de outras substâncias. Quer dizer, determinar uma ou mais propriedades de uma substância permite-nos identificá-la.

E esta identificação parte do estudo de uma curva de aquecimento, um gráfico no qual apresentamos a temperatura de uma amostra à medida que o tempo passa e calor a ela é fornecido. O normal é que se aqueça a partir do estado sólido e de uma temperatura conhecida.

Substâncias puras apresentam o seguinte gráfico quando aquecidas.


Notem a presença de dois patamares, horizontais portanto, indicando a fusão e a ebulição da amostra, que é denominada pura por não sofre mudança de temperatura durante sua alteração de estado físico. No caso a substância apresenta TF = 50 °C e TE = 150 °C.

Uma mistura (conjunto de duas ou mais substâncias) não tem esse comportamento, veja:


Tal mistura varia de temperatura durante as transformações de estados físico. Toda amostra que apresenta tal gráfico é denominada mistura ordinária, ou comum.

E a pergunta que cabe agora é a seguinte:

Se uma substância pura não varia de temperatura em sua mudança de estado físico, o que acontece com as substâncias quando duas delas juntas mudam de estado físico? O que faz a temperatura variar? Se souberem a resposta, deixem nos comentários.

Na próxima postagem abordaremos as misturas como tema.








Outras postagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...