quarta-feira, 4 de abril de 2012

Modelos Atômicos: Dalton.

É comum o professor apresentar o setor de modelos atômicos com extrema velocidade, suas marretas são cantaroladas, alguns exercícios são resolvidos e pronto, vida que segue.


Pois é, mas não é bem assim que funcionará por aqui. O modelo atômico de Dalton, primeiro da era contemporânea da ciência entre os abordados no ensino médio, é consequência de certas transformações e eventos que o precederam.


Muito bem, vamos a elas:

¬ Renascimento, essa retomada de influências da civilização grega também se vê na ciência. Neste caso, ainda mais, por tomar emprestado de Demócrito a expressão Átomo e seu significado.

¬ O desenvolvimento da ciência na idade moderna até culminar nas revoluções industrial e francesa, não sendo necessariamente a causadora de ambas, mas se relacionando intimamente.

¬ O surgimento do método científico e sua constante aplicação no desenvolvimento de novas tecnologias voltadas para novas descobertas e qualidade de vida de poucos.

Este é, basicamente, o cenário no qual John Dalton apresentou seu modelo ao mundo. Mas apenas a comunidade científica se interessou mesmo.


Dalton teve à sua disposição resultados de pesquisas de Lavoisier e Proust, seus contemporâneos, interpretou-os de modo a explicar o mundo microscópico dos átomos e divulgou-os na primeira década do século XIX:


¬ Toda matéria é feita de átomos. Esses corpos, indivisíveis e indestrutíveis, constituem as partículas finais da química;


Por isso a corriqueira expressão: maciço, esférico e indivisível.

¬ Todos os átomos de um dado elemento são idênticos, não só quanto à massa, mas também quanto às outras propriedades. Átomos de elementos diferentes têm massas diferentes e propriedades diferentes;

A distinção necessária entre a química e a alquimia, que considerava elementos a terra, o fogo, a água e o ar.

¬ Os compostos se formam pela combinação de duas ou mais espécies diferentes de átomos. Os átomos se combinam na razão de números inteiros pequenos, por exemplo, um átomo de A com um átomo de B, dois átomos de A com um átomo de B.

Versão microscópica da proporção entre as massas das substâncias em uma reação química, a chamada Lei de Proust.

¬ Os átomos são as unidades das mudanças químicas Uma reação química envolve apenas combinação, separação e rearranjo de átomos, mas os átomos não são criados, nem destruídos, nem divididos, ou convertidos em outras espécies durante uma reação química.

A conservação da matéria implica em conservação dos átomos, uma vez que estes são a base de construção de qualquer porção de matéria.

Com isso, ficou conhecido por modelo da bola de bilhar.


Mas cuidado com as analogias...








Outras postagens:

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Agradeço, sugestões e críticas construtivas são bem vindas. Em caso de dúvidas, esse espaço se encontra livre para esclarecê-las.

      Excluir

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...