quinta-feira, 21 de junho de 2012

Religião e Liberdade de Expressão.



Hoje me deparei com uma imagem no facebook a mencionar algo do orkut, rede social na qual nem tenho mais conta por culpa da empresa que o gerencia.

Veja a imagem:


Sinceramente, não faço ideia de quem seja a pessoa da imagem e nem o considero infeliz. É um usuário de rede social que resolveu criar uma comunidade para compartilhar ideias em comum com outros. Aliás, este é o objetivo das comunidades no orkut.

Eu fico realmente puto quando vejo teístas de qualquer tipo manifestando-se claramente contra a liberdade de expressão de pessoas seguindo outra religião ou nenhuma. As desculpas "com Jesus não se brinca" e semelhantes são tão infantis quanto o ato de pegar pirraça e bater o pé pra não sair de casa com a mamãe num sábado a tarde.

Existe algo chamado liberdade de expressão e não apenas nesse país. Me faz até lembrar esta postagem com qual o tema desse texto tem tudo a haver. Não somos obrigados a gostar do que lemos, ouvimos ou vemos. Mas temos de respeitar uma opinião que não agrida os direitos de terceiros.

Alguns nesse momento até pensarão que a fé deles foi agredida. Mas não é assim que a banda toca. Se alguém monta uma comunidade ou blog desejando a morte do Zico. Eu como flamenguista acharia de péssimo gosto e não daria ibope para tal manifestação. Imagino que um santista pensaria o mesmo em relação a uma manifestação assim a respeito do Pelé. Ou um petista em caso de o Lula ser atacado como é nas redes sociais.

Como ateu e flamenguista, não considero a figura de Jesus mais importante na minha vida do que Zeus, Hades, Poseidon, Rá, Buda, Papai Noel ou o Saci Pererê. Já o Zico tem uma relevância fundamental. Principalmente quando o assunto, na minha vida, é futebol.

Questão de gosto. Posso não gostar de quem fale mal do Zico, mas devo respeitar o direito de discordarem de mim. Mas quando o tema é religião, a discordância é proibida. Pois quando o assunto é fé, a dúvida, o diálogo e o debate são perigosos. Não esqueço uma frase de um padre em um filme qualquer: "onde há dúvida, não há fé". E onde há fé, a intolerância em nome de deus corre solta.

Já está mais que na hora de os teístas se tocarem que o mundo gira em torno de um eixo imaginário conectando os pólos norte e sul geográficos. Ele não gira em torno de suas crenças religiosas. No Brasil, um estado laico, seguimos a constituição e não as "leis" de deus.




Com a liberdade de expressão não se brinca. Isso sim.

4 comentários:

  1. Eu também concordo com a liberdade de expressão, porém esse tipo de expressão é ofensiva àqueles que acreditam em Deus. Para mim só há uma coisa que é superior a liberdade de expressão, e essa coisa é o respeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo

      Pelo seu raciocínio, se algo dito ou escrito por alguém for ofensivo, então a liberdade de expressão será suprimida. Já citei exemplos acima esclarecendo sobre como esta ideia é completamente equivocada.

      Sobre o respeito, aí está seu outro erro. O autor deve respeitar o direito das pessoas crerem em algo. Não o objeto de crença delas. Em outras palavras, tenho de respeitar seu direito acreditar em Rá, Zeus ou Alá. Mas não sou obrigado a respeitá-los enquanto divindades e ideias compartilhadas por pessoas.

      Concluindo. Aprenda a diferença entre respeito ao indivíduo (incluso o direito de crença) e respeito à crença do indivíduo. São completamente diferentes.

      Excluir
  2. Se insultassem uma pessoa que você admira e que acha importante para sua vida você ficaria calado? O respeito que religiosos tem a Deus é algo que ateus nunca entenderão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo

      Até onde sei, respeitar a opinião alheia é diferente de ficar calado. Eu, como ateu, entendo sim o respeito que teístas têm por suas divindades. Só não compartilho dele. Tenho mais respeito pela caneca de refrigerante na minha mesa do que pelo seu deus. Pois existem provas de que a caneca existe, ao contrário do seu deus.

      Por outro lado, tenho profundo respeito pelo seu direito de crer em algo cuja existência não foi provada. Tal como o direito de se manifestar publicamente sobre como tal divindade é importante na sua vida e etc.

      O conflito está no fato de pessoas como você não aceitarem manifestações contra tendo como base um "respeito" que você têm e que "nunca entenderemos". Como já dito acima, isto não é verdade. E mesmo que fosse, ainda não é desculpa para atacar alguém por expor opinião contrária à sua.

      Excluir

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...