terça-feira, 13 de março de 2012

Estudo das Misturas II

vimos que mistura é um sistema constituído de duas ou mais substâncias, verificamos também como as temperaturas de fusão e ebulição são utilizadas para classificá-las.

A questão relevante a se tratar é  fato de misturas eutéticas e azotrópicas serem raras se comparadas à imensa quantidade de misturas ordinárias.

Sendo assim, toda mistura é classificada de acordo com o diagrama abaixo:



Trata-se apenas de observar alguns sistemas e classificá-los.


Água, areia e serragem.




Mistura heterogênea constituída de três fases, sendo duas delas sólidas e um líquida, à temperatura ambiente, facilmente diferenciadas por suas respectivas densidades. Esta mistura possui três componentes.


Água e óleo.




Mistura heterogênea constituída de duas fases líquidas, sendo a água mais densa que o óleo. Assim como no exemplo acima, as cores facilitam a distinção entre os componentes, que são apenas dois.


Álcool Hidratado (água e álcool).




Mistura homogênea de dois líquidos e dois componentes. Aqui as densidades não são relevantes para efeito de observação, pois os líquidos são miscíveis.


Água e gelo.




Agora não temos uma mistura. Trata-se de uma substância  pura que, por se encontrar em dois diferentes estados físicos, apresenta duas fases, sendo heterogênea, portanto.




Com isso devemos nos atentar para dois fatores:


a) uma substância pura não implica necessariamente em uma substância pura. As classificações homogênea e heterogênea são dependentes do número de fases do sistema, seja ele uma mistura ou não.


b) um sistema pode apresentar mais fases que componentes, uma vez que este é apenas o número de substâncias presentes.


No próximo tópico veremos os métodos de separação de misturas.


















Outras postagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...