quinta-feira, 22 de março de 2012

Chip no Uniforme...

Eu vi esta semana uma notícia que não me surpreendeu, dadas a atual conjuntura do ensino brasileiro, só imaginava que demoraria um pouco mais dados os custos do uso de tal tecnologia em grande quantidade.

Mas rapidamente encontrei nas redes sociais desabafos com o descrito abaixo:


"Inventaram uniforme escolar com chip, que avisa os pais quando o filho cabula ou não a aula. Sério, tá acabando a graça de viver."

Essa frase é a cara da do estudante da imagem abaixo:



Não vejo o quadro como um problema ou a causa de mais problemas. A necessidade de criar chips que ampliam  o alcance da eterna vigília do Big Brother e a reclamação do estudante que  não entende a necessidade de estudar são, ao meu ver, sintomas.


Sintomas de:

¬ excesso de responsabilidade a cargo da escola;

¬ de pais trabalhando tempo demais para exercer uma função deixada sobre os ombros da escola;

¬ de estudantes fartos de um modelo de ensino ultrapassado;

¬ modelo, até o momento, inalterável pelo fato de os principais agentes (professores) de uma possível mudança não terem meios de executá-la.

Mas todos sabemos o motivo disso ser como é, o status quo não pode mudar. Preferimos pagar para a mudanças acontecerem ao invés de sermos nós os agentes da mudança.

Observo apenas que, a cada dia, a situação piorará. Não é um chip no uniforme que impedirá o aluno de matar aula, caso não exista um diálogo entre escola, estudante e pais.

Se sou estudante, tiro o uniforme (camisa) e a entrego para um colega que permanece na escola. Se nenhum funcionário percebe minha ausência, abraço.

E o resultado disso?


Também já sabemos.







Outras postagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...