domingo, 29 de janeiro de 2012

Homeopatia I.

Já escrevi o que penso a respeito da homeopatia anteriormente. Neste texto comentarei o material publicado por Moises Chencinski. Um, ao que parece, pediatra e homeopata. O texto-alvo dessa vez aborda "preconceitos" sofridos pela homeopatia. Para aqueles mais esclarecidos é até estranho falar de tal tema, principalmente por se tratar de uma área da pseudociência. Mas vejamos, é sempre salutar ouvir/ler o que o outro lado tem a falar/escrever.

O meu questionamento já parte do título "Dr." Moises, sendo que se trata de um especialista. Mas passemos ao que interessa.

Ele acusa de preconceituosos comentários recebidos a respeito de uma matéria chamada "O valor do pediatra homeopata" para a revista Pais e Filhos. Tais comentários, segundo ele, chamam a atenção para a não cientificidade da especialidade. Ele diz: "Na quase totalidade das vezes, quem critica a homeopatia não a conhece de verdade"


A pergunta pertinente neste caso é: A homeopatia obedece o método científico? Posso estar enganado, mas até onde se sabe, em teste realizados em condições de não manipulação de dados, a homeopatia não apresentou resultados melhores que um placebo, por se tratar justamente disso! Então, meu caro "doutor", lembrar da não cientificidade não é preconceito, é apenas chamar a atenção para uma falha grave dentro daquilo que você acredita.

Muito bem, continuando. Ele tem algumas perguntas para seus leitores, e eu tenho respostas.

Moises (M): Será que os pacientes que criticam sua utilização e a comparam com água e açúcar já fizeram um tratamento sério com mais de um homeopata ético e criterioso?

Sutil (S): Sinceramente, um homeopata pode até ser criterioso, ético deve ser sem dúvida, uma vez que é médico também. O problema são os critérios adotados pelo profissional, quais são esses critérios? Eu não sei e duvido que envolvam o método científico. E vou além, será que há uma uniformidade na forma de tratamento por parte dessa categoria?

M: Será que esses pacientes que dizem que não há trabalhos científicos que comprovem a eficácia da homeopatia procuraram com homeopatas esses trabalhos ou ouviram essa informação através de sites não especializados na internet ou até mesmo em programas de televisão que não citam fontes?

S: Ué, invertemos a situação agora? É ônus dos pacientes procurar a comprovação da homeopatia? Pensei ser isto um dever daqueles que se dizem "pesquisadores" da área. Pelo menos para os praticantes do método científico. Quem alega ter uma resposta para um problema, deve apresentar as devidas evidências de esta resposta ser a verdadeira. Do contrário, trata-se de charlatanismo ou algo semelhante.

M: E os médicos que não reconhecem a homeopatia como especialidade médica, já estudaram a fundo a homeopatia?

S: O congresso e o senado podem aprovar uma lei abolindo a lei gravidade, nossa presidenta pode sancionar tal decisão. Mas isso não muda nada. O mesmo vale para o CFM. É recorrente na história decisões consideradas absurdas por muito serem tomadas por um grupo restrito. No caso, não sei o motivo exato de um médico ser contra, mas ele tem o direito de se pronunciar contra ou a favor.

M: E será que esses mesmos médicos já se trataram pela homeopatia?

S: Não sou médico e, provavelmente, nunca serei. Mas de algo tenho certeza, só aceitarei me tratar por homeopatia quando esta for comprovada. Antes disso, me reservo o direito de ser tratado adequadamente.


Após as perguntas ainda tem uma quantidade boa sobre o que se falar, mas deixarei isto para uma segunda parte.




Abraço.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devido a brincadeiras de mal gosto e comentários trolls, os comentários serão moderados a partir de agora. Agradeço a compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...