terça-feira, 13 de dezembro de 2011

30 anos da Conquista.

Faz hoje 30 anos (ou trinta voltas completas da terra em torno do sol) do dia que o Mengão dominou o mundo. Ou como alguns tocedores de clubes menos expressivos no futebol gostam de lembrar, conquistou o Intercontinental de Clubes contra o Liverpool.

Não entrarei em detalhes, pois pretendo abordar isso com mais para a frente.

Fica o meu parabéns para você meu mengão. E o desejo de que está glória retorne brevemente e 2012.


Mengão sempre, por toda a minha e mesmo que me provem o contrário....








Outras postagens:

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Flamengo Campeão do Torneio Rio-São Paulo de 2011

Se você não acompanhou a série de posts que eu publiquei sobre os confrontos entre cariocas e paulistas durante o campeonato brasileiro de 2011, não se preocupe, eu explico.


Como o Torneio Rio-São Paulo se encontra provisoriamente extinto, muito devido ao calendário absurdo do futebol brasileiro, eu resolvi computar em uma tabela à parte apenas as partidas entre cariocas e paulistas e também os clássicos regionais de RJ e SP. Como se fosse um campeonato em pontos corridos. Assumi os critérios idênticos aos do brasileirão.


E o resultado segue abaixo:


O Fla chegou à última rodada "disputando" com Vasco e Botafogo o "título". Mas com três empates nos clássicos e uma única vitória do lanterna São Paulo sobre o Santos, nada de significativo se alterou na tabela.


Pretendo nessas férias apresentar os resultados dos torneios referentes aos brasileiros de pontos corridos anteriores (2003 a 2010). Veremos quem se saiu melhor.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

RJ-SP

A penúltima rodada do brasileiro se foi. E com ela todos os paulistas e cariocas se encontram com igual número de partidas disputas. Graças à decisão de colocar os clássicos na última rodada. Algo que ajuda e muito o Torneio Rio-São Paulo que eu divulgo.

A tabela se encontra da seguinte forma:




Apensas três disputam o título, todos eles cariocas. O Flamengo depende de uma vitória conta o Vasco ou um empate, desde que o Botafogo não vença o Fluminense. Em caso de vitória do Vasco, este depende de empate do Glorioso contra o Tricolor das Laranjeiras.

Dessa tabela eu vejo que o problema do Mengão não é enfrentar time grande. É o salto alto ao enfrentar os pequenos. Que bosta. Huahauahuahauahu.








Outras postagens:

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

RJ-SP

Falatando duas rodadas para o campeonato brasileiro acabar e seis confrontos (todos eles clássicos estaduais) para o Rio-São Paulo de 2011 se encerrar. A tabela é a seguinte, após vitória do Vasco sobre o Botafogo e empate do Vasco com Palmeiras.


Muita gente ainda na "briga" pelo título. O mais engraçado disso é que justamente o "favorito" ao título deste RJ-SP se encontre longe da briga pelo brasileiro. Né Flamengo?
A princípio, Flamengo, Botafogo, Corinthians, Vasco e Fluminense disputam. Veremos o que acontecerá.






Outras postagens:

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Homeopatia

Se você ainda não sabe o que é homeopatia, clique aqui. Favor ler com atenção o segundo parágrafo, é um bom começo para se ter ideia a respeito desse tema.

Considero a homeopatia, assim como o vegetarianismo, um dos maiores males da sociedade atual causados pela falta de informação. Em meu ponto de vista, é quase um crime um médico recomendar remédios homeopáticos, assim como o papa bento sei lá das quantas incentivar seus fiéis em um país africano (cuja população se encontra no nível de 40 % de infectados por HIV) a não utilizarem preservativos.

E quais motivos alego para ter esta opinião? Simples. A homeopatia não tem efeito comprovado. Estatisticamente, um remédio homeopático não resulta melhor que um placebo. Ou seja, se a pessoa ingerisse farinha no lugar de um remédio homeopático, melhoraria tanto quanto na mesma fração dos casos.

E mesmo assim, pessoas e mais pessoas abrem mão da medicina e tratamento convencioais (alopáticos) para se tratar de forma bizarra. Pensar assim em uma época na qual a química e a medicina ainda não estavam bem fundamentadas, seria aceitável. Mas não hoje. Não com o tanto de pessoal, dinheiro e conhecimento investidos na melhoria da qualidade de vida das pessoas. Se não em sua totalidade, ao menos em uma parte dela.

Todo remédio homeopático deveria trazer o seguinte aviso:




E nada além disso. Pois nada há se não água.

Se é assim, então como eles enganam tão bem? Uma conversa fiada como a desse link. Tirando a organização do texto mais parecendo tradução direto do google, uma lorota sobre limpar organismo com sua própria energia e esquizofrenices mais e pronto. Está feito o pacto da ignorância com a mediocridade intelectual.

Qual especificamente é esta forma de energia? Como é o procedimento a nível celular e molecular? Nem sonhe em descobrir, pois nem mesmo eles sabem. Aliás, ninguém sabe. Esta é a questão: não há evidências de que aconteça.

Outro dia me falaram que se não fosse verdade, homeopatia não seria disciplina na UFV. Infelizmente, para algo se tornar uma disciplina na UFV, não precisa ser necessariamente uma ciência ou um ramo dela. Basta um professor com influência e muitos alunos dispostos a acreditar em sua conversa.

Para saber mais e entender como funciona a conversa fiada da homeopatia, veja aqui.

Passar bem.

domingo, 6 de novembro de 2011

RJ-SP

Com os resultados da duas últimas rodadas, o Vasco se complica na "disputa" pelo título. O empate sem gols com o São Paulo e a derrota para o Santos foram seus resultados.


Agradece o Flamengo, pois o Vasco agora, no máximo, iguala o Fla em pontos, ultrapassando-o em cristérios de desempate (os mesmo do Campeonato Brasileiro). Parece que a disputa do título do Rio-São Paulo 2011 ficará entre Flamengo e Botafogo. O final de ano promete.






Outras postagens:

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

28 de Outubro, Dia do Flamenguista

“Cada brasileiro, vivo ou morto já foi Flamengo por um instante, por um dia.“, disse Nelson Rodrigues, fanático tricolor desprovido de vaidades clubisticas na hora de analisar futebol.


Hoje, 28 de outubro, é o dia do flamenguista. Hoje, 28 de outubro de 2011, é uma sexta-feira onde o time se prepara para um jogo contra o Grêmio, lá, onde não é favorito e onde pode deixar a briga pelo título brasileiro de vez.


Hoje, como sempre, líder ou fora da briga, a capa dos jornais terá o tal do Flamengo.


Decidindo titulo ou não, lá estarão milhares de torcedores, em outro estado, fazendo com que o tal do Flamengo jogue em casa quando deveria atuar fora.


No outro domingo, onde todos jogam mais uma rodada, lá estará ele, de novo, jogando com 12, burlando o regulamento básico do futebol.


E se o time perder, não muda nada. Vão se revoltar, xingar, protestar e, daqui 3 meses, lá estarão eles fazendo juras de amor ao time num clássico qualquer pelo campeonato estadual, aquele que nem eles aguentam mais vencer.


O time mais inexplicável do planeta terra, sem dúvida.


Não ganhava o principal titulo nacional desde 1992. Lá se foram mais de 17 anos e a torcida diminui? Não, aumentou. Segundo pesquisa, a maior entre as crianças do país.


Quando ninguém dá nada pra eles, chegam e surpreendem a todos. Quando todos esperam muito, ele perde e decepciona sua nação.


Favorito em tudo que disputa, simplesmente pelo citado acima. Ninguém é capaz de saber o que esperar do Flamengo, nunca.


E quando eventualmente não tem um time capaz de ser campeão, a cobrança é como se tivesse. Ou seja, não existem jogadores no Flamengo. Existe o Flamengo e ponto final.


Única torcida do planeta que paga ingresso por 2 espetáculos. Um no campo, como todas elas, e outro que ela mesmo proporciona.


O flamenguista vai ao Maracanã pra curtir o time, o jogo, o clima e a própria torcida. É único.


Talvez uma das raras torcidas do mundo que tenha dezenas de ídolos, mas que não há discussão sobre o maior.


Existe o Zico e o resto. E o “resto” inclui, talvez, os dois melhores laterais que o mundo já viu em cores. Leandro e Junior.


A Nação rubro-negra não tem esse nome a toa. São 35 milhões de torcedores, e vejamos:


A cidade mais populosa do mundo é Tóquio. E tem 34 milhões de pessoas.


A maior do Brasil é são Paulo, com 19.


O Flamengo, sozinho, tem 35. Se cobrasse impostos seria trilhardário.


Não cobra, e vive devendo.


Deve milhões, e isso não faz a menor diferença.


Ao contrário do amor que tanto exaltamos, este não vai embora quando o amado fica pobre. É amor de verdade, o mais puro que existe.


Incondicional, este sim.


Aquele que não analisa, que não raciocina, que não condiciona a nada.


A nação poderia dizer, sem culpa: “Eu te amo, e pronto”.


Não interessa porque, como, quando e nem sob quais condições.


É maior, é inexplicável.


Ser Flamengo é algo que não tem comparação. Eu não nasci assim, e nem ouso dizer se felizmente ou infelizmente.


Flamenguista é aquele sujeito que ama futebol acima do que ele o proporciona. Aquele que não troca amor por resultados, e que não condiciona sua preferencia por um ou outro jogador.


Por aí existe o Santos de Pelé, o São Paulo de Rogério Ceni, o Palmeiras de Ademir.


Lá existe o Zico do Flamengo.


A ordem é sempre inversa. Os valores são sempre diferentes.


Ser flamenguista não torna ninguém melhor do que os outros, nem pior. Diferente, sem dúvida.


Ser maioria é algo que fortalece. É infinito, porque a nação não tem fim, e nem deixará de ser a maior torcida do país nos próximos 200 anos.


Odiar o Flamengo é absolutamente justificavel.


Qualquer um fica irritado em ganhar titulos e mais titulos e ver que a capa do jornal não muda de foto. É sempre a do Flamengo.


Qualquer um se incomoda em saber que titulos e dividas menores não conseguem sobrepor a importancia de um clube que tem sua grandeza baseada em nada atual e concreto.


É grande. Porque? Porque é.


Pode existir algo maior do que o que não se explica?


Entrar num Maracanã lotado e olhar pra aquela torcida é algo que apenas eles sabem o que é, o que significa e o quanto importa.


“Torcida não ganha jogo”, dizem.


“Só se for a sua”, eles dirão.


Hoje é dia do flamenguista.


Você não é Flamenguista?


Que pena.


Texto de Rica Perrone, veja o original.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Dos desenhos para a realidade

Veja.

Aniversário de 55 anos

Hoje também faz aniversário a maior goleada da história do Marcanã.

Flamengo 12 x 2 São Cristóvão.

Mais detalhes aqui.

Morreu o Luiz Mendes

O comentarista da palavra fácil marcou, desde o final da minha infância e o início da minha adolescência, a minha vida no que diz respeito a futebol. Sujeito sereno e de opiniões imparciais, apesar de se dizer botafoguense e gremista. O cara acompanhou as copas de 1950 a 2010 e teve o desprazer, mas obrigação da profissão, de narrar a derrota para o Uruguai na copa de 1950.

Estou para encontrar alguém que saiba mais de futebol que este sujeito. Aprendi muito do que sei de futebol ao ouví-lo comentar o desempenho do Flamengo pela Rádio Globo ao lado do garotinho José Carlos Araújo.

Fica aqui uma frase dele: 'O tempo é o grande e eterno vencedor na luta contra o homem'.

Para saber mais detalhes, veja aqui.

Para ler suas opiniões a respeito de eventos observados por ele nesses últimos 61 anos, veja aqui.

Valeu seu Luiz, perdi um professor hoje.


Para encerrar, fica a descrição de como surgiu a palavra torcedor:

"Ninguém torce e distorce mais do que os torcedores. Esse nome foi criado pelo Coelho Neto porque os homens levavam para os estádios, especialmente nas Laranjeiras, uma espécie de palheta como chapéu e as moças iam com luvas. Com o calor, elas as tiravam. E no decorrer do jogo os homens torciam suas palhetas e as mulheres suas luvas. E o Coelho Neto aproveitou o 'gancho'."

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Vladimir Herzog

Ontem completou-se 36 anos da morte de Vladimir Herzog, diretor de jornalismo da TV Cultura "convocado" pelo exército para prestar esclarecimentos sobre sua relação com o comunismo em solo brasileiro.

Herzog tornou-se um ícone da luta contra a ditadura militar. Atualmente representada por instituto.


Se hoje podemos falar mal de qualquer político que seja e até mesmo rir da cachaça presidencial, temos de agradecer e muito aos que perderam suas vidas lutando contra a ditadura militar.

Valeu Herzog, alguns de nós ainda não esqueceram.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

RJ-SP

Mais uma rodada apresentou confronto pertinente ao torneio rio são paulo.  O Flamengo empatou por um a um com o Santos no Vazião.


Com isso o mengão assumiu a liderança tendo um jogo a mais que o Botafogo e cinco jogos a mais que o Vasco.
Aguardemos a sequência.






Outras postagens:

sábado, 22 de outubro de 2011

RJ-SP

Com a derrota do Botafogo para o Santos na Vila Belmiro a chances do Flamengo aumentaram.


Resta ao Botafogo engfrentar Vasco e Fluminense. Ao Flamengo, resta enfrentar Santos (amanhã dia 23/10) e Vasco. Aliás, resta ao Vasco enfrentar quase todos, exceto Corinthians.

A bagunça promete.





Outras postagens:

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Dia 15

No último dia 15 foi o dia do professor.

Como tantos outros "dias" de algo, serve apenas para lembramos que ´tem muita coisa errada por aí e pouco fazemos para mudar o status quo.

Vem aí

Para o dia 25 de outubro um post sobre esse cara:


Quem conhecer avisa, mas não coloca o nome.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Mais uma do Brasileirão com cara de Rio-São Paulo

Atualizei a tabela com o único confronto entre cariocas e paulistas ocorrido na trigésima rodada:

Palmeiras 1 x 2 Fluminense

Agora a claficação é a seguinte:


Tabela após corrigido erro de posicionamento entre Vasco e Santos presente na última tabela. Com oito equipes em partidas de ida e volta, todos devem jogar 14 vezes. Como teremos clássicos estaduais na 38° e última rodada, já sabemos quando serão as últimas partidas de todos.

Como se pode notar, o Vasco tem a tabela mais ingrata de todas, restando entre suas oito partidas um total de seis contra rivais cariocas e paulistas, ou seja, só enfrentou o Corinthians neste segundo turno. Tem tudo para uma arrancada final e talvez "levantar a taça" deste Rio-São Paulo. Ou amargar "tropeços", quem sabe.

Abraço.










Outras postagens:

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Campeonato Brasileiro?

Resolvi fazer um exercício por pura falta de serviço no momento.


Peguei os resultados dos confrontos entre paulistas e cariocas e montei a tabela que seria a de um torneio Rio-São paulo por pontos corridos em dois turnos, como é o campeonato brasileiro atual, mas com apenas oito clubes. Vejam a tabela do primeiro turno.




Chamam a atenção os desempenhos de Fluminense e São Paulo, o Santos até tem desculpa por conta de Libertadores e convocações para diferentes seleções brasileiras.




Como o campeonato ainda não acabou, ainda há uma discrepância entre a quantidade de partidas realizadas. Mas chama muito a atenção o número de adversários que restam ao Vasco e ao Corinthians. Um e seis, respectivamente.

Depois atualizo com o passar das rodadas e comento mais.










Outras postagens:

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Um dia cai...

Já não basta a Torre italiana, agora tem a inglesa...

Leia.

Judeus

Quando a religião supera a razão e a inteligência, coisas como a seguinte notícia acontecem.

A pergunta que eu faço é a seguinte: até quando teremos de conviver com esse tipo de insanidade motivada por livros escritos após a descoberta do bronze?

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Morreu o Steve Jobs



Confira duas frases dele:

"Não dá para sair perguntando às pessoas qual é a próxima grande coisa que elas querem. Henry Ford disse que, se tivesse questionado seus clientes sobre o que queriam, a resposta seria um cavalo mais rápido."


“Eu acho que [a tecnologia] fez o mundo ficar mais próximo e continuará fazendo isso. Existem desvantagens para tudo e consequências inevitáveis para tudo. A peça mais corrosiva da tecnologia que eu já vi se chama televisão, mas novamente, a televisão, no seu melhor, é magnífica.”
 
Mais frases nesse link.


Foi.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Tosco.

Leia.

Pelo menos reconhece ser uma porteira.


Mas a verdade é que a música loira burra lhe cabe muito bem. E também é bonita e gostosa, sem dúvida. Huahahuahuahauhau, só isso.

sábado, 1 de outubro de 2011

: )

Sabe aqueles dias quando vc se encontra muito cansado, tão cansado a ponto de levantar da poltrona para pegar o controle remoto ser um esforço hercúleo. Pois é, hoje é um deles para a minha pessoa. Com um agravante, apesar do cansaço, ainda me falta sono. Me sinto quase um zumbi.


Hoje é um bom dia para deixar o pensamento voar solto, ouvir um rock and roll... mas isso não vale pra mim, pois eu sempre ouço rock and roll, exceção feita para quando ouço Beethoven e cia.

Noite boa para não pensar em como as pessoas em geral são hipócritas, falsas e agem como se o certo fosse errado e vice e versa.

Noite boa para não pensar em como homofílico (oposto de homofóbico) é uma moda ridícula e passageira.

Noite boa para não lembrar que existem Cláudias, Ivetes, Grazis, Giseles, Xuxas, Madonas e tantas outras criaturas fúteis e frutos de um mercado mais fútil ainda e ávido por consumí-las, literalmente.

Noite boa para não pensar que as pessoas dispostas a me criticar por gostar de futebol e dedicar o meu tempo livre para assistir 22 marmanjos (11 deles de vermelho e preto, necessariamente) correndo atrás de uma bola, são as mesmas que vibram diante de uma vitrine com uma bolsa ou um par de óculos. E vibram ainda mais que eu com gols do meu Flamengo.

Noite boa para não pensar que um filho de umas putas (uma só é pouco) eleito pelo povo se diverte com um dinheiro que, em parte, eu suei para conquistar e entregá-lo ao Estado em suas três esferas: municipal, estadual e federal.

Noite boa para não pensar que mulheres bonitas e gostosas de lingerie obtém melhores resultados se comparadas a seus concorrentes, sejam homens ou mulheres feias, mesmo estes se esforçando mais.

Noite boa para não pensar que erroneamente beleza seja fundamental, apesar de concordar que um mínimo de atributos físicos seja absolutamente necessário.

Noite boa para não pensar que barangas são imunes a cold.

Noite boa para não pensar que vivo em um estado falsamente laico dominado em suas esferas jurídica, política e econômica por cristãos crentes de a terra ter seis mil anos de existência e de alguém observá-los a todo instante.

Noite boa para não pensar que dormirei numa cama muito confortável enquanto muitos outros por mim não observados dormirão no chão cobertos por jornal.

Noite boa para não pensar na frase de um aluno dizendo sofrer apenas em compaixão àqueles que ele vê sofrer.

Noite boa para não pensar que um vinte avos é bem diferente de vinte por cento.

Noite boa para não pensar que alguém morreu assassinado nos últimos minutos e seu algoz fez o sinal da cruz antes de abandonar o corpo sem vida da vítima.

Noite boa para não pensar que metade da população carcerária do estado de São Paulo deseja liberdade ao passo que a outra metade deseja libertadores.

Noite boa para não pensar que a escassez de um produto é o que o torna economicamente viável, impossibilitando assim sua aquisição por toda a população para satisfação e bem estar geral.

Noite boa para não pensar que a evolução é uma simples teoria e se encontra coberta de evidências ignoradas por pessoas de inteligência limitada.

Noite boa para não pensar que sou contra as drogas (exceto álcool etílico, por motivos óbvios) e não contra os usuários.

Noite boa para não pensar que ninguém é mais escravo em relação àquele que (falsamente) pensa ser livre.

Noite boa para não pensar que vivo em uma cidade onde músicas repetitivas sobre cotovelo quebrado são a regra e bandas com propostas diferentes não têm espaço.

Noite boa para não pensar que o incentivo ao esporte só chega depois dos resultados.

Noite boa para não pensar que ser honesto é uma falha quando mentir evita vários 'problemas'.

Noite boa para pensar que vivo num mundo excelente, cujos problemas são mínimos não interferem na minha vida e qualidade dela. A bem da verdade, tenho motivos de sobra para dormir bem e ter a certeza de que amanhã será melhor. E, caso amanhã não seja, a semana seguinte, ou o mês, ou o ano... afinal, não há motivos para não ser otimista.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

"Nova partícula desafia as leis da Física!"

O que mais me chamou a atenção quando ouvi esta chamada para o intervalo do jornal nacional de sexta-feria dia 23/09/11 foi a arrogância com que certas pessoas se expressam em relação ao conhecimento adquirido pelo ser humano. O que há de mais em uma partícula apresentar algo até este exato momento não visto? Esse tipo de frase faz parecer que as leis da física ou da natureza são imutáveis, e não são.

E quando eu digo leis da física ou da natureza, eu quero dizer: a interpretação de nós, seres humanos, para o comportamento da matéria diante de determinadas circunstâncias e eventos. Ótimo que descrobriram algo que nem mesmo Einstein percebeu, e até negou. Muito bom saber que a velocidade da luz não é o limite.
Mais trabalho para os cientistas justificarem seus salários e desenvolverem novas tecnologias para melhorar a qualidade de vida da nossa espécie.

Olha a cara de assustado do Einstein.


Vc jura que ele se preocuparia?

"E o que muda agora?", me perguntaram. Como se eu fosse alguma referência para algo... hauhauhau

A verdade é que ninguém parece saber até agora, nem mesmo o pessoal responsável pela sequência de dezesseis mil repetições antes de divulgarem o fato e reconhecerem os resultados como "'medições intrigantes". Huahauhauha, até o cara tava apavorado com a ideia.

Bom, de uma coisa eu tenho certeza, os marcianos não nos atacarão dessa vez e nos deixarão em paz. Digo, a gravidade continua lá, a capilaridade continua a ajudar as árvores com seus xilemas e floemas, continuamos a necessitar de oxigênio. Ou seja, a natureza é a mesma de cinco dias atrás. Ponto!


Imaginar que coisas assim, como a foto acima, acontecerão é viagem de alucinógeno brabo.

O que podemos presenciar é mais uma nova revolução de conceitos na Física e até em outros ramos do conhecimento em geral. Já pensou um brasileiro explicar essa parada? Seria o nosso primeiro Nobel brazuca, muito doido. Alguém que seria comparado a Newton e a Einstein.

Outro detalhe a abordar é o seguinte: o que tem de mais em ultrapassar o limite da velocidade da luz?

Qual o problema nisso? A questão é que até poucos dias atrás isso ainda não tinha acontecido, outro detalhe se encontra no trabalho de Einstein chamado de Teoria da Relatividade Geral, baseado numa ideia simples: A maior velocidade no universo é a da luz, nem a informação, nem o pensamento (como pensam alguns espíritas) são mais velozes, exceto o maldito neutrino! Bosta de neutrino fidumaégua, avacalhou. Huahuha.

Com base nessa ideia ele desenvolveu um coeficiente muito utilizado na Relatividade Restrita (quando se estudam apenas corpos em situação de resultante de forças nula), para determinar a dilatação do tempo e a contração do comprimento, por exemplo. Esse coeficiente aparece abaixo:


Por esse carinha, nota-se que o denominador não adimite número negativo dentro da raíz quadrada.

Considerando que V é a velocidade de um objeto qualquer e que C é a velocidade da luz no vácuo, teríamos raízes complexas para o caso de uma velocidade superior a trezentos mil quilômetros por segundo.

Qual o significado físico de uma raíz complexa nesta situação? Não faço a mínima ideia, mas aposto que o primeiro a interpretá-la corretamente será lembrado no futuro. Pode ser também isto uma viagem da minha parte, mas aposto que os carinhas responsáveis por estudar essa bagaçada estão doidos para descobrir.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Decoração

Segue abaixo um desenho bem "real" feito em ônibus.


Já pensou se a moda pega no Brasil?

Teremos desenhos de traficantes saindo pela janela portando armas que só o exército tem autorização para usar. Talvez "torcedores" brigando pelo motivo mais estúpido que precisarem. Ou mesmo um desenho de arco-íris tentando mostrar que não gostar de gays e as causas pelas quais lutam (e são dignas, diga-se de passagem) é igual a homofobia, embora os mais esclarecidos saibam a diferença entre gostar e respeitar ou não gostar e desrespeitar.


Pior, podemos sair de casa um dia pra pegar a lotação e nos depararmos com uma propaganda política e a mão do candidato vindo de encontro ao nosso bolso. Quem sabe uma tampa de bueiro recém explodida. As possibilidades são inúmeras.


Partindo pro lado da música, imagine a desgraça do Luan Santana soltando um meteoro da paixão na sua cara, ou a Ivete Sangalo jogando poeira nos outros... não, tomara que a moda não pegue por esse hemisfério.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Física






Não estudar, estudar pouco ou estudar errado dá é nisso, ferro na física. Alie-se a isto o fato de os professores não se importarem com os filhinhos de papai criados em equipes e anglos da vida com tudo mastigado por eles. Só lamento. Vai estudar calourada! Huahuahuahuahau.

Pango

Cara, hoje, 06 de setembro de 2011, véspera de sessetembro, o Pango me entregou um panfleto e não tentou tomar de volta. hauhauhauhauhau

Faxina

Sei que é notícia velha, mas adoraria que Viçosa oferecesse sérvio semelhante, de qualidade comparável e por um preço “justo”. Mas sei que é algo ainda longe da realidade viçosense, digno de pena, diga-se de passagem.


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Amônia.



Quando se fala de século XX e fatos ou pessoas marcantes a ele associados, Hitler ganha disparado. Principalmente quando se trata de um grupo de origem judaica esforçando-se por manter ainda viva na memória da população o holocausto ocorrido durante a segunda grande guerra. Mas algo que passa batido por muitos é a importância de algumas descobertas e como elas, mais até que as decisões de estadistas, são capazes de mudar os rumos da história, bastando para tal o simples fato de existir.

Eis que vos apresento a amônia, de fórmula NH3 e precursora de uma série de substâncias amplamente utilizadas desde o final do século XIX. Ela não foi descoberta no século passado, muito pelo contrário, já é antiga conhecida dos químicos de profissão ou de diversão. Mas a sua relevância se fez presente quando perceberam a possibilidade de usá-la como matéria prima na síntese de nitratos e nitritos, ou seja, de pólvora e fertilizante.

Imagine só como deve ser difícil planejar a guerra e todas as suas respectivas batalhas tendo de administrar uma escassez de pólvora e comida para os soldados. Até a síntese da amônia, toda produção mundial de artefatos explosivos dependia da produção de fezes por parte das aves espalhadas pelo globo. Algo assim não ajuda de forma alguma o processo industrial e muito menos permite uma guerra duradoura e ininterrupta. A guerra dos cem anos é um belo exemplo: correria de um lado para o outro durante curto intervalo de tempo e longos períodos de “descanso”.

A Alemanha do Kaiser Guilherme II resolveu esse problema. Com a síntese da amônia a partir dos gases nitrogênio e hidrogênio, tornou-se autossuficiente na produção de pólvora e fertilizantes. Produzindo-os em escala industrial, adquiriu um poderio militar e uma vantagem estratégica até então não vistos na Europa contemporânea.

Junte isso a problemas familiares espalhados entre a maioria das monarquias europeias, uma vez que boa parte deles era descendente da rainha Vitória. Pronto, o estopim se criou, faltando apenas acendê-lo. Para tal, qualquer atitude estabanada serviria de desculpa, a primeira a aparecer foi o assassinato do arquiduque fulano de tal.

E tem gente jurando de pé junto que apenas o assassinato foi o suficiente para a Alemanha cometer a doideira de abrir duas frentes de batalha em uma guerra de ininterruptos quatro anos. Mais que isso, manter tal guerra contra a maioria das demais potências europeias.

Como é possível uma insanidade dessas? Simples, apenas micro-organismos são capazes de fixar o nitrogênio do ar para formar a amônia. Uma vez que dois alemães de nomes Fritz Haber e Carl Bosh tiveram a sacada de usar uma superfície metálica para acelerar o processo. Além, é claro, de elevadas pressão e temperatura. Pronto, produz-se amônia em condições de laboratório.

Outra sacada desses dois é a maneira de separar o produto de seus dois reagentes. Sabendo que a amônia é uma substância polar (nitrogênio combinado com hidrogênio), ao contrário dos outros dois, bastou borbulhar a mistura gasosa em água e pronto, apolares passam direto e polar se solubiliza na água. Pode parecer besta e infantil, mas trata-se de algo com poucos equivalentes dentro da história humana. E mais ainda, fruto do intelecto de dois gênios que enxergaram algo onde ninguém mais viu.



Outro detalhe a respeito desta síntese é que se trata de um ótimo exemplo quando o assunto é equilíbrio químico e seus respectivos pormenores. Principalmente deslocamento de equilíbrio causado por alteração na pressão, temperatura e concentração. “Maldito” seja Le Chatelier e seu princípio.










Outras postagens:

School

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Átomo


Hoje decidi falar de algo sobre o qual cito com frequência em minhas aulas, sejam elas de física ou de química. Esse sujeitinho conhecido por muitos e compreendido por pouquíssimos.

Do grego, tratamos por “aquele que não se divide”. Mas, atualmente, a divisão do átomo tornou-se algo comum dentro de aceleradores de partículas, reatores nucleares, aparelhos de raios X e, para o medo de muitos, bombas atômicas.

Como professor eu vejo que as pessoas pouco se importam em saber mais a respeito desse personagem cuja aparição na cena da ciência do século XIX marcou mais tarde o surgimento da física quântica e determinou uma clara distinção entre física clássica e contemporânea (mais conhecida por moderna).

Imagine algo tão pequeno a ponto de ser necessário ampliar o tamanho de uma laranja à dimensão do planeta terra para visualizarmos concretamente sua constituição. Pronto, os átomos da laranja terão o tamanho de maçãs e seus elétrons serão ainda menores que grãos de areia.

Opa, mas nós não falávamos de átomos? De onde saíram os elétrons? Para não atropelarmos os bois com a carroça, voltarei a falar deles mais adiante. O importante é sabermos que os átomos, diferentemente daquilo que os gregos antigos contemporâneos de Demócrito pensaram, não é indivisível. Muito pelo contrario. São divisíveis e suas partículas constituintes também o são.

Aí vem um aluno de ensino médio metido a gato mestre e me fala: “Tá beleza, e o que isso vai me ajudar na minha futura carreira de advogado?” E eu respondo: a principio, nada, mas nunca se sabe. Conhecimento nunca é demais. Por isso que eu gosto de falar dessas “bobeiras” no meu blog.

Então, voltando ao tema desse post. O átomo, vejam só, personagem mais mal compreendido da ciência nos últimos duzentos, assim permanece por motivos não pertinentes no momento. E minha tentativa é, com esse texto, apresenta-lo de uma maneira mais informal que o convencional.

Pois bem, assim seja, vamos lá. Tudo, mas tudo que é matéria conhecida pelo ser humano é constituída de átomos. Logo, toda a matéria existente no universo conhecido obedece às mesmas regras por nós já conhecidas. No ensino médio é comum a citação de nomes como Dalton, Thomson, Rutherford e Bohr. No que me diz respeito, cita-los não é realmente necessário, apenas deixa-los listados para que o interessado pesquise por eles.

Já se pensou que o átomo fosse uma esfera maciça como uma bola de bilhar e hoje se sabe que ele possui uma porção imensa de espaços vazios. E este é o ponto onde muitos não entendem, como algo cheio de espaços vazios pode, ao se aglomerar apresentar-se maciço? Simples, pelo fato de o átomo, em seu interior, apresentar partículas dotadas de cargas elétricas. As repulsões e atrações de natureza elétrica entre átomos vizinhos são responsáveis pela “aparente” impenetrabilidade da matéria.

Trocando em miúdos. Os fatos de elétrons se repelirem e o mesmo acontecer com prótons, além de prótons e elétrons se atraírem são responsáveis por termos a “impressão” de que a matéria não possui espaços vazios.



Isto apenas explica como pode existir algo com mais de 99,9% de espaço não preenchido por matéria. Uma brincadeira que costumo fazer é citar a personagem do universo Marvel conhecida no Brasil por Lince Negra, ela tem a capacidade de atravessar paredes como se fosse o Gasparzinho. Sua habilidade consiste exatamente em anular uma das propriedades mais fundamentais: a carga elétrica.

Nem precisa dizer que isto a torna a maior inimiga do Magneto, mas isto é algo que nem passa pela cabeça de quem cria histórias em quadrinhos.

sábado, 27 de agosto de 2011

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Mais um retorno.

Por mais de uma vez eu deixei de escrever para este blog durante semanas. E mais de uma vez eu retornei como se nada tivesse acontecido. Pois bem. Eis que mais uma vez desapareci em meio ao trabalho e lazer convencionais e deixei de lado o "bloguinho", fazer o que? Acontece.
Mas nesse ultimo retorno algo esta diferente e minha regularidade melhorara.
Aguardem.

domingo, 7 de agosto de 2011

Partida Histórica

Na noite deste último sábado, dia 6 de agosto de 2011, os torcedores que foram ao Engenhão presenciaram a turma de R10 e TN7 fazer história.

A primeira delas e menos importante, a maior série invicta do Flamnego em um início de Campeonato Brasileiro, são 15 partidas. Agora o Fla pode buscar alcançar os feitos do Atlético MG de 1977, com 21 partídas invicto e um vicecampeonato brasileiro também invicto; o Internacional de 1979, com 23 partidas invicto e o único campeão brasileiro desde 1971 invicto; e, por fim, o Botafogo de 1978, com 24 partidas de invencibilidade. Faltan nove partidas pro recorde absoluto e duvido que alcance, mas quem sabe.

Outro detalhe sobre estas 15 partidas invicto é que o Fla se encontra a apenas três partidas de igualar os feitos do Atlético PR de 2004 e do São Paulo de 2008, que conseguiram permanecer 18 partidas sem perder duarante campeonato da era "pontos corridos".

Agora o mais importante: ontem o Fla jogou a sua partida oficial (que obedece as regras do futebol impostas pela FIFA) de número 5653, alcançando a vitória de número 3000, contra 1319 empates e 1333 derrotas. São 53,07% de triunfos nestes quase cem anos de departamento de futebol do mais querido. O gol marcado pelo cruel ontem foi o de número 11428 contra 4630 gols sofridos.



É isso aí mengão 3000 vitórias, parabéns.


Ficha da vitória 3000:


C.R.Flamengo 1x0 Coritiba (PR)
Campeonato Brasileiro
06/08/2011 - Estádio: Engenhão - Rio de Janeiro
Time: Felipe, Léo Moura, Wellington, Luiz Philipe (Bottinelli), Davi, Willians, Junior Cesar, Thiago Neves (Diego Mauricio), Ronaldinho Gaúcho, Deivid (Jael) e Renato Abreu.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gol: Jael




P.S.1: Esses números não saíram do popular "suvaco". Saíram da atualização feita por mim mesmo de dados até dezembro de 2009 do site FLAESTATÍSTICA. Lá é uma ótima referência, principalmente sobre os critérios para se determinar quais partidas ignorar e quais utilizar.




P.S.2: A vitórias de número 1000 e 2000 são descritas abaixo:




Vitória 1000


C.R. Flamengo 3 x 2 Santos (SP)
Torneio Rio-São Paulo
09/03/1958 - Estadio: Pacaembu - São Paulo
Time: Fernando, Joubert, Pavão, Jadir, Dequinha, Jordan, Joel, Moacir, Henrique (Luís Carlos), Dida (Duca) e Zagalo (Babá).
Gols: Henrique, Dida e Duca
 
Vitória 2000
 
C.R. Flamengo 3 x 2 Operário (MT)
Campeonato Brasileiro
08/02/1984 - Estadio: Maracanã - Rio de Janeiro
Time: Fillol, Leandro (Heitor), Figueiredo, Mozer, Júnior, Andrade, Adilio, Tita, Lúcio (Lico), Nunes e João Paulo.
Gols: Tita, Mozer e Nunes.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Anger

...

Um dia
Um mês
Um ano

Sem fazer coisa alguma
Acumulando raiva e rancor

Um minuto
Uma hora
Um segundo

Pensando no que fazer
Acumulando raiva e rancor

Um nervo
Um músculo
Um osso

Considerando hipótese de morrer
Acumulando raiva e rancor.

____________

Qualquer semelhança com algo já conhecido não é mera coincidência.

Futebol

Oxo, oxo, oxo, maria é tudo frouxo.
huahuahuahauhauhuah

Ontem, finalmente deu às marias smurfetes o q elas merecem a algum tempo.

domingo, 31 de julho de 2011

Nota de rodapé

"o resultado contra o Santos foi tão


raro que a última vez que o Flamengo sofreu quatro

gols, e ganhou, aconteceu há 54 anos, também

numa partida histórica. No dia 19 de janeiro de

1957, venceu o Honved, da Hungria, por 6 a 4,

diante de 113 mil espectadores no Maracanã.

No início daquele ano, o Fla fez uma série de

amistosos com o time húngaro, que tinha, entre

outros, craques como Puskas, Boszik, Kocsis e

Czibor e era a base da seleção da Hungria que

encantara o mundo na Copa de 1954 (onde foi vice).

Estes amistosos foram considerados o maior

evento esportivo daquele ano no Brasil e o próprio

presidente Juscelino Kubitschek esteve presente no

primeiro, que foi justamente esse 6 a 4."
 
Informações de Otto Jenkel e publicadas originalmente por Renato Maurício Prado

sábado, 30 de julho de 2011

Citação

"Aqui no Flamengo você tem de matar um leão por dia e correr de dois, de três. Isso aqui é Flamengo. Você vai ser cobrado sempre de maneira diferente. Tem de ganhar a cada jogo".

Palavras de Luxemburgo.

E é a mais pura verdade, de nada adiandatá a vitória de quarta-feira se perder no sábado.
Bola pra frente mengão...

Página virada.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Huhauhauahu

Histórica, épica, inesquecível...
Sim, ainda estou a falar do jogo de quarta-feira. Só virarei o disco amanhã.
Abraço

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Ressaca...

Ainda estou curtindo a vitória de ontem...
E olha que não bebi uma gota de bebida alcoólica...
É bão ser Flamengo.
Só quem é que sabe.

Jogo para sempre...

A citação abaixo eu tirei de um livro de xadrez:

"Quando dois adversários de igual força jogam corretamente, a partida raramente tem conteúdo e frequentemente termina empatada". Palavras de Emanuel Lasker, campeão mundial de xadrez por 27 anos consecutivos.

Assim como no xadrez, um jogo de estratégia pura, o futebol, que também se baseia em estratégias, depende de erros em alguns momentos da partida para que a mesma ganhe em emoção. Continuando com outra citação:

"Nesta partida, algumas jogadas incorretas produzem lances brilhantes, terminando por um empate inédito". Palavras de Larry Evans, sobre uma partida entre Fischer e Keres.

Quiseram os deuses pseudo-onipotentes do futebol que o Flamengo ganhasse esta partida. Mas a verdade é que foi um puto de um jogo maluco. Sorte minha tê-lo assistido. Passei, em questão de minutos, da revolta e medo de sofrer uma goleada à expectativa do gol da vitória.

Assisti hoje dois times com meio campo e ataque de respeito, mas não têm defesa. Ou, pelo menos, hoje as defesas contribuíram com os ataques adversários. Quando se erra muito, ainda assim a partida é boa. O flamengo mostrou isso ao não desistir mesmo quando perdia por três gols de diferença.

Não existe uma receita para um jogo bom, mas se existisse, nenhum dos dois times desistir de buscar o gol, sem importar o placar, este seria um ingrediente especial.

Hoje eu vi um flamengo como raras vezes eu vi, jogando como jogou nas finais da supercopa de 93 contra o SPFC, ou como jogou contra o palmeiras nas finais da mercosul de 99, até mesmo contra o vasco no tri com gol do Pet. E não falo isso por semelhanças táticas ou esquemas de jogo. Cito essas partidas, tão raras atualmente, por nelas, assim como hoje, ter visto um flamengo com vontade de vencer não importando o adversário e não importando o placar.

E mais, não foi o santos que deu mole, foi o mengão que arrancou essa vitória na marra. Porque a turminha da vila também não queria perder, e jogaram pra ganhar. Podem não ter jogado tudo, mas aí só lamento.

Teve sorte o torcedor que viu o jogo de hoje, se eu soubesse que seria assim, teria ido ao litoral paulista para assistí-lo. Valeu uns 15 ingressos e uns 12 pontos na tabela de classisficação do brasileiro essa vitória.

Arrisco a dizer aqui, esta foi a melhor partida de futebol que vi nesses vinte anos que acompanho futebol. Por tudo que teve, entre erros e acertos, dribles e desarmes, chutes e cabeçadas. Foi bruto!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Dia Mundial do Rock

Hoje é o dia de comemorar mais ainda do mesmo modo que passamos os demais dias do ano. Ouvindo muito rock and roll, com excessão de emo e happyrock, é claro.


Mas como esta quinta feira ainda é  dia útil para este professor aqui, minha comemoração ficará para a sexta-feira: churrasco, cerveja e aquele rock & roll.


Até planejei aquela que considero a melhor track list para um momento como esse.


Mas como acho um trabalho desnecessário postar minha track list, uma vez que as bandas que ouço se encontram na coluna ao lado, tomarei o cuidado apenas de postar aquela que considero, pessoalmente, é claro, a melhor seleção de músicas para ouvir, até o presente momento da minha vida.


Serão um top 10 internacional e um nacional.


Internacional


1 - Brain Damage (Pink Floyd)
2 - Paranoid (Black Sabbath)
3 - Walk of Life (Dire Straits)
4 - Born to be Wild (Steppen Wolf)
5 - Confortably Numb (Pink Floyd)
6 - Someday Never Comes (Creedence Clearwater Revival)
7 - Number of the Beast (Iron Maiden)
8 - With a Little help from my Friends (Beatles)
9 - Whiskey in the Jar (Metallica)
10 - Boys on the Docks (Dropkick Murphy's)


Nacional


1 - O Exército de um Homem Só (Engenheiros do Hawaii)
2 - Homem Primata (Titãs)
3 - Meu Erro (Os Paralamas do Sucesso)
4 - Vinte e Nove (Legião Urbana)
5 - Aumenta que isso aí é Rock and Roll (Celso Blues Boy)
6 - O Homem que Sabia Demais (Skank)
7 - Como um Furacão (Barão Vermelho)
8 - Ideologia (Cazuza)
9 - Forças Ocultas (Camisa de Vênus)
10 - Sempre Assim (Jota Quest)


Estão aí, duas putas track lists para mais gerar discórdia que agradar. Mas, se querem ser agradados, façam suas próprias e postem aqui.


Abraço.


Abraixo segue uma imagem do maior guitarrista de todos os tempos...


Antes:



e depois:






quarta-feira, 6 de julho de 2011

Pra descontrair...


A base da constituição de toda a matéria como a conhecemos: o Átomo.

Em outra oportunidade, falarei mais a respeito.

Caramba.

Chega o natal, mas essas férias de julho não chegam...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Texto do rica

http://www.ricaperrone.com.br/2011/06/e-assim-sera/

Frase engraçada.

Vi no msn de um primo bambi.

"Torcer, para corinthiano, é igual comemorar reveillon: sem taça pra comemorar, inveja da festa dos outros e ainda se contenta com um franguinho."

Boa, tomara que quarta-feira próxima, também tenha distribuição de frango, como já forneceram ao foguinho... huahauhauha

Julho.

O mês de julho chegou e, com ele, um período mais ameno, pelo menos em termos de trabalho, também chegou. Acho que passarei cerca de um mês sem dar aulas particulares. Não por vontade própria, mas por falta de procura mesmo. De qualquer maneira, pretendo compensar minha sumida falando nos dias que se aproximam de temas que muito me interessam.
O mais especial deles, sem dúvida alguma está relacionado ao dia 13.
Num próximo tópico eu comento mais.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...